Buscar:

Envie textos e fotos: WhatsApp (22) 9 9709-9308

Envie WhatsApp para (22) 9 9709-9308


(Última atualização às 18h56) - Servidores públicos municipais de Campos anunciaram greve por tempo indeterminado a partir desta quarta-feira (15). Segundo o Sindicato dos Professores e Servidores Públicos Municipais (Siprosep), o comunicado foi  protocolado junto à prefeitura de Campos, e o motivo é o não atendimento à pauta de reivindicações dos servidores municipais. Serão resguardados 30% dos serviços essenciais durante a paralisação.Os grevistas realizaram atos no Calçadão do Centro e diante da Câmara de Vereadores.


De acordo com Sérgio Almeida, presidente do sindicato da categoria,  além da Educação, os servidores do Hospital Geral de Guarus (HGG), Hospital Ferreira Machado (HFM), também aderiram à greve.


Já nesta quinta-feira (16), está marcado ato em todas as unidades da Prefeitura. Na sexta-feira (17), às 17h ocorrerá uma assembleia na sede do Siprosep para avaliação da greve.


Na última sexta-feira (10),  os servidores entregaram ao secretário de Gestão Pública, André Oliveira, uma proposta de reajuste salarial parcelado, sendo 11,83% parcelados em três meses: maio, junho e julho. A prefeitura, por sua vez, apresentou desde o início das negociações a proposta de 4,18%, o que não foi aceito pela categoria.


NOTA DA PREFEITURA


A Prefeitura de Campos se mantém aberta ao diálogo junto às categorias e na última sexta-feira (10), recebeu proposta por parte dos representantes dos servidores municipais, solicitando reajuste acima do valor prudencial de 4,18% - limite estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF)- o que foi estudado pelo corpo técnico da Prefeitura e torna-se inviável neste momento. É importante lembrar que nos últimos dois anos, a Prefeitura de Campos mantém conversa com os servidores, apresentando de forma transparente os impactos que o município teve com a crise econômica e queda dos royalties de petróleo. Graças aos esforços realizados por sua equipe econômica, a Prefeitura mantém os salários dos servidores em dia e, em paralelo, a atual gestão está saldando, também, uma dívida de R$ 180 milhões com o Instituto de Previdência dos Servidores de Campos (PreviCampos), deixada pela gestão anterior.



 

Compartilhe

Leia matéria completa

Anuncie Conosco

(22) 9 9709-9308

E-mail:

VerboTec Desenvolvimento e Tecnologia.