ARTIGO: Educação 2020 - O tempo está passando e a sala de aula?




04/01/2019, 14h51, Foto: Divulgação.

Elias Rocha Gonçalves (Membro da Academia Campista de Letras e Membro da Academia Pedralva de Letras e Artes) - O Artigo 205º. da Constituição Federal é de 1988. O Artigo 2º da LDB é de 1996. A Educação é um Direito de todos. O tempo esta passando e a sala de aula? As aulas expositivas correspondem a um modelo de ensino explorado por muito tempo e por muitas escolas até hoje. Dessa maneira, o professor é o único responsável por conduzir a aula e os alunos participam de forma passiva ou bancária no olhar de Paulo Freire. O principal impasse nesse cenário é fazer com que os alunos mantenham-se motivados, interessados e engajados.


Será?


As metodologias ativas consistem na mudança do paradigma do aprendizado e da relação entre o aluno e o professor. O aluno passa então a ser o protagonista e transformador do processo de ensino, enquanto o educador assume o papel de um orientador, facilitador, mediador abrindo espaço para a interação e participação dos estudantes na construção do conhecimento. Isto é que é importante e não a detenção do saber pelo professor.


As metodologias ativas podem ser aplicadas de diversas formas no ensino. Destaco algumas delas:


1 - Ensino Híbrido- e-Híbrido


O ensino híbrido consiste na união do ensino tradicional e presencial com aquele a distância (EAD). O uso da tecnologia no ensino facilita o contato do aluno com o conhecimento, permitindo que o estudante busque fontes, informações e dados online rapidamente com a finalidade de complementar o que foi dito em sala.


2 - Sala de aula invertida-SAI


A sala de aula invertida consiste na inversão do modelo tradicional, no qual o professor passa o conteúdo e em seguida, em casa, o aluno tenta resolver os exercícios e identificar suas dúvidas. A intenção é que os estudantes tenham o primeiro contato com o conteúdo antes de chegarem na escola, para então serem auxiliados pelo educador em relação às dúvidas e à resolução de questões.


3 - Gamificação


O objetivo da gamificação é trazer a experiência dos jogos para o ensino. O ponto principal dessa metodologia é fazer com que os alunos entrem em uma competição saudável, estimulando o pensamento “fora da caixa” e a motivação e a dedicação para o estudo.


Como as metodologias ativas podem beneficiar as práticas pedagógicas?


Nas metodologias ativas, as práticas pedagógicas são estruturadas com a finalidade de fazer com que o estudante participe do seu processo de aprendizado. Além disso, essas metodologias estimulam a resolução de problemas práticos, contribuindo para o desenvolvimento de competências como o pensamento crítico. Os estudantes também conseguem trabalhar a autonomia, a responsabilidade, a proatividade, o trabalho em equipe e a independência.


Isso significa que essas metodologias podem contribuir com o desenvolvimento tanto da dimensão cognitiva quanto da socioemocional dos estudantes. Isso porque os alunos aprendem a lidar com problemas devido ao trabalho da sua segurança e confiança para enfrentar situações complexas, na escola quando e na vida. Os alunos desenvolvem mecanismos e aprendem a expor sua opinião e a respeitar pensamentos diferentes.


Assim, com o ar conclusivo, as metodologias ativas são modelos de ensino que visam a desenvolver a autonomia e a participação dos alunos de forma integral. Com isso, as práticas pedagógicas são beneficiadas e todo o processo educativo é melhorado.


O importante é que cada escola analise sua realidade e busque implementar as metodologias que mais se adequam aos seus objetivos e ao seu perfil. Para que isso seja possível, o educador deve procurar se manter atualizado a respeito das tendências e novidades da educação, bem como das mudanças e transformações para os novos tempos para responder a questão: O tempo esta passando e a sala de aula?