Campos: MST faz ato para lembrar morte de militantes




24/01/2014 12h12.


sexta-feira, 24  de janeiro de 2014    -    Foto:  Filipe Lemos / Campos 24 Horas


Assentados pedem ainda mais atenção dos governosMST Praça São Salvador 1


MST Praça São Salvador 5 MST Praça São Salvador 4Na manhã desta sexta-feira(24), um grupo assentados do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), realizou um ato na Praça São Salvador, para lembrar e chamar a atenção da sociedade para os casos dos assassinatos de Regina dos Santos e Cícero Guedes.
Eles levaram para a praça diversos produtos colhidos nos assentamentos, faixas e banners com fotos dos militantes assassinados.


Mortes em Campos


No próximo domingo, dia 26, faz um ano que o líder do MST Cícero Guedes foi morto próximo ao Acampamento Luiz Maranhão, na estrada de Cambaíba. O acusado de mandante José Renato Gomes da Silva, 44 anos, encontra-se preso. Mais três homens foram indiciados pela Polícia como participantes do crime.


Já a morte de Regina completa um ano na próxima semana. Ela era  militante do MST e foi assassinada no assentamento Zumbi dos Palmares 4, em Campelo, perto de Travessão.


O coordenador da produção do MST no município, Hermes Oliveira, disse ao Campos 24 Horas que o ato tem o objetivo de levar ao conhecimento da sociedade a violência sofrida pelos militantes, além de cobrar mais ações dos governos nos assentamentos.