Entrevistado dessa semana - Rodrigo Thomáz do Eldorado

Minha maior motivação é trabalhar a favor da população, ou seja, das pessoas. Vejo que a política ainda está muito em seus gabinetes e pouco nas ruas.




Atualizado em 19/06/2019 18h06



Nosso entrevistado de hoje, é o morador do bairro do Eldorado - Rodrigo Thomáz. Começou sua carreira política a pouco mais de 5 anos, porém vem se destacando no cenário municipal. Nossa coluna nas próximas semanas vai entrevistar outros convidados, independente de partido, grupo político, raça, cor, gênero ou pensamento. Essa proposta de entrevista é dar visibilidade aos novos quadros da política.

 

Entrevista:

  1. Filipe Coutinho: Como você iniciou sua carreira política?


Rodrigo Thomáz: Em 2014 fui convidado a supervisionar um projeto político que tinha por objetivo trazer qualidade de vida à terceira idade, com atividades físicas supervisionadas por técnico de enfermagem e professores de educação física em cada bairro da cidade; a partir dessa experiência, vendo as necessidades e as demandas que a população apresentava ai então decidir me engajar na política afim de cooperar para a melhoria de vida das pessoas, principalmente as mais necessitadas.


  1. FC: Qual sua avaliação do atual governo?


RT: Nossa cidade há muitos anos vem sido gerenciada pelo mesmo grupo político e com isso alguns padrões de conduta e de pensamento foram se engessando ao longo do tempo. Nesse novo governo foram lançadas novas propostas e projetos que visam trazer estabilidade e equidade a população campista, toda nova estrutura leva tempo a ser construída e consolidada, o atual governo tem trabalhado na dinâmica de não apenas atender as solicitações , mas avaliaras demandas com cautela e responsabilidade futura, por isso acredito que o atual governo está com os pés no chão reestruturando a cidade e levando-a ao real crescimento.

  1. FC:  Como você vê a política nos dias de hoje?


RT: O cenário nacional de políticas publicas está fragilizado e extremamente desacreditado, no entanto tenho aprendido que só reclamar e criticar são atitudes covardes de quem não acredita no Brasil e nem na força dos brasileiros. Eu acredito que se faz política pública com determinação, honestidade, esperança e patriotismo. Existem em todos os setores trabalhistas aqueles que são oportunistas e aqueles que realmente acreditam no que fazer e querem o bem maior, com isso meu papel muda de plano, de ver o que é bom e fazer a minha parte para melhorar. Essa deve ser uma consciência populacional para que a esperança ecoe mais alto do que o cenário nos mostra.

  1. FC: Você acha que a Câmara de hoje, quantos vereadores se reelegem? Tem admiração pelo trabalho de algum?


RT: Acredito que 20% podem ser reeleitos. Sim, admiro e acompanho o trabalho de alguns, porém acho precipitado qualquer manifestação especifica visto que ainda o tempo hábil deles para a realização de seus projetos e trabalho não expirou.

  1. FC: O que te motiva ser político nos dias atuais?


RT:Minha maior motivação é trabalhar a favor da população, ou seja, das pessoas. Vejo que a política ainda está muito em seus gabinetes e pouco nas ruas. Meu desejo é estar mais perto das pessoas ouvindo e viabilizando o suprimento de suas necessidades para melhor qualidade de vida.

  1. FC: O que você tem feito para se destacar no cenário local?


RT: Tenho procurado estar nas ruas vendo as necessidades locais, ouvindo as demandas e ajudando as pessoas naquilo que eu puder. Tenho procurado realizar um trabalho juntos as secretarias e órgãos competentes para que as necessidades encontradas sejam sanadas. Tenho me esforçado a cumprir com rigor e dedicação o cargo a qual foi-me confiado, prestando o melhor serviço e ajuda as pessoas.

  1. FC: Você admira o trabalho de algum deputado? Qual? E por quê?


RT: Sim. Marco Feliciano e outro; admiro sua coragem e competência, além de não abrir mão de seus valores e crenças, respeitando e trabalhando não de forma partidarista, porem se integra consigo mesmo e com os outros.

  1. FC: Quais são suas qualidades na política?


RT: Minha primeira qualidade é acreditar nas políticas públicas onde muitos já perderam suas esperanças. Sou trabalhador e tudo que fiz e tenho até hoje é mediante o esforço, honestidade, dedicação e muito trabalho, por isso acredito que essas qualidades que possuo são exatamente o que a política necessita nos dias de hoje.

  1.   FC: Dos pré-candidatos a prefeito, quem tem mais chance para 2020?


RT: Acredito que apenas 4 anos para se reestruturar a cidade e reorganiza-la para o crescimento é muito pouco e quase impossível, por isso no que tange aos pré candidatos a prefeito é necessário que essa gestão tenha mais 4 anos para realmente consolidar seus projetos e planejamentos e forma que a cidade consiga alavancar em seu desenvolvimento e gestão.

  1. FC: Suas considerações finais.


RT: Agradeço a Felipe Coutinho pela entrevista e oportunidade de expressar de forma publica minhas opiniões e desejos, ao Campos 24h pela confiabilidade e espaço de mostrar meu trabalho e esforço para cuidar das pessoas junto a todos os órgãos municipais e Secretarias, até porque trabalho bem feito se junto e não sozinho, precisamos uns dos outros, onde todos trabalhando com competência e dedicação para o bem maior, Nossa Campos!