Buscar:

Envie textos e fotos: WhatsApp (22) 9 9709-9308

Envie WhatsApp para (22) 9 9709-9308

quinta-feira, 22 de maio de 2014      -    Foto: Saulo Garcez / Campos 24 Horas e Philipe Moacyr/ O Diário

Polícia ainda procura o segundo e principal acusado, Adriano da Conceição Lima


[caption id="attachment_183013" align="aligncenter" width="552"]Gelson caso zumbi Gelson Câmara Barreto[/caption]


[caption id="attachment_183015" align="alignleft" width="473"]delegado Pedro Emílio O delegado Pedro Emílio[/caption]

Foi preso pela Polícia Civil Gelson Câmara Barreto, de 63 anos, que teria participado das mortes de Gilcilene Paes Pereira, de 44 anos,  e sua filha Isabelle, de 10 anos. Ele teria participado dos crimes em companhia do principal acusado Adriano da Conceição Lima, 22 anos, o Adrianinho, na última quinta-feira(15), no assentamento Zumbi 4, em Campelo, no distrito de Travessão de Campos. A informação é do delegado adjunto da 146ª DP/Guarus, Pedro Emílio Braga.


Gelson e Adriano já tiveram prisão preventiva decretada em razão de inúmeros indícios de que foram os autores dos crimes que chocaram Campos.


"Após ser preso, Gelson teve a casa revistada. Suspeitávamos de que Adriano poderia estar escondido na casa do amigo e provável participante. Mas, Adriano não estava lá", disse o delegado Pedro Emílio ao Campos 24 Horas.


Adriano da Conceição LimaGelson chegou a ser detido no dia em que o crime ocorreu, mas foi liberado. Ele reside em Guarus e tem uma casa no assentamento Zumbi 4.  A polícia encontrou marcas de sangue na motocicleta de Gelson e suspeita que ele tenha ajudado Adriano a transportar o corpo da menina Isabele, que foi encontrada em um taque para animais, com fraturas diversas no crânio.
Segundo ainda o delegado Pedro Emílio, Gelson já figurou como suspeito de ter assassinado sua mulher, mas foi inocentado.isabele 8


 

Compartilhe

Leia matéria completa

Anuncie Conosco

(22) 9 9709-9308

E-mail:

VerboTec Desenvolvimento e Tecnologia.