Buscar:

Envie textos e fotos: WhatsApp (22) 9 9709-9308

Envie WhatsApp para (22) 9 9709-9308

Marca do Monitor Campista cedida à prefeitura

A prefeita Rosinha e o diretor-presidente do Grupo Diários Associados, Maurício Dinepi, assinaram o termo de cessão

25/07/2014 15:03:02

Compartilhe

sexta-feira, 25 de julho de 2014  -  Foto: Secom

Rosinha monitorA prefeita Rosinha Garotinho e o diretor-presidente do Grupo Diários Associados, Maurício Dinepi, assinaram nesta sexta-feira (25) o termo de cessão ao município da marca do Monitor Campista, o terceiro jornal mais antigo do Brasil, fundado em 1834.


O ato, realizado no escritório de representação de Campos, no Rio de Janeiro, deu continuidade ao diálogo aberto entre município e o Grupo Diários Associados, que resultou, em uma primeira etapa, na doação do acervo do jornal Monitor Campista e agora na cessão da marca. “Estou muito contente porque conseguimos avançar e ceder ao município o acervo e a marca do Monitor”, disse Maurício Dinep.

A prefeita Rosinha Garotinho destacou a importância dos entendimentos mantidos com o grupo Diários Associados, que era proprietário do jornal Monitor Campista. “Estou feliz por não deixarmos morrer o nome do Monitor, que dará o nome de nosso Diário Oficial. A vida do jornal se entrelaça com a história de Campos, registrando importantes momentos de nosso município”, declarou a prefeita Rosinha Garotinho.

A cerimônia foi acompanhada pelo vereador Mauro Silva e pelos secretários Francisco de Assis Pessanha (Relações Institucionais), Sérgio Cunha (Comunicação Social) e Lindamara Silva (Particular).

Conquista - O secretário de Governo, Suledil Bernardino, comemorou mais esta conquista. “Entramos nessa luta com a Câmara para trazer de volta o acervo do Monitor Campista e, graças à união entre Câmara, Governo e entidades civis, chegou o acervo que relata parte importante da história de Campos. Vamos trabalhar juntos com o Arquivo Público Municipal para viabilizar o material para pesquisa, mas já tem material digitalizado no Rio de Janeiro. É bom esclarecer que o fim da edição do jornal teve como cenário uma briga judicial provocada por outro jornal concorrente, que decidiu questionar a publicação do Diário Oficial do Município, através do Monitor por tantos anos, e o Monitor perdeu a causa. Como o serviço era importante para sua receita, acabou tendo dificuldades financeiras e isso contribuiu para o fechamento, enquanto o concorrente continua, mas trouxe prejuízo para a cidade por causa da perda desse patrimônio”, declarou Suledil Bernardino.

Compartilhe

Leia matéria completa

Anuncie Conosco

(22) 9 9709-9308

E-mail:

VerboTec Desenvolvimento e Tecnologia.