Buscar:

Envie textos e fotos: WhatsApp (22) 9 9709-9308

Envie WhatsApp para (22) 9 9709-9308

O monitoramento da febre amarela continua em Macaé. Até o momento, foram encontrados 11 macacos mortos na região serrana do município, mas apenas um já tem o resultado positivo da doença, os outros ainda estão sob investigação. O último primata foi localizado nesta segunda-feira (17), na Fazenda Bom Jardim, em Serra da Cruz, e as amostras coletadas já foram enviadas para análise, na Fiocruz.


O número total na cidade é de 166.500 pessoas imunizadas contra a doença. Agora, a vacinação deve ser agendada em qualquer unidade de saúde com apresentação de comprovante de residência.

Além da Fazenda Bom Jardim, em Serra da Cruz, também foram encontrados macacos mortos na Cabeceira do Sana e no Parque Municipal Atalaia. As varreduras continuam nesses locais, com apoio da equipe formada por integrantes do Parque, do Centro de Controle de Zoonoses, Núcleo em Ecologia e Desenvolvimento Ambiental de Macaé (Nupem) e Guarda Ambiental.

Analista ambiental e responsável pelo Parque Atalaia, Alexandre Bezerra de Souza explica que ainda há armadilhas de mosquitos na mata, mas muitas delas já foram recolhidas. “Ainda não há prazo definido para o recolhimento destas. É importante lembrar que, quem souber de algum primata com morte suspeita deve avisar à guarda ambiental, à Secretaria de Ambiente ou ao Centro de Controle de Zoonoses, que todas essas informações estão sendo checadas”, ressalta.

Alexandre lembra ainda que os macacos são tão vítimas como os humanos e não podem ser caçados. “Não são eles que transmitem a doença. São os mosquitos. E também, caso encontrem algum primata morto, evitem tocar no animal, pois não sabemos qual é a doença que o vitimou”, enfatiza.

As denúncias podem ser feitas pelo telefone da Guarda Ambiental: (22) 997019770 ou do CCZ:(22) 2772-6461, 2796-1186 e 0800-0226461.

Fonte: Ascom 

Compartilhe

Leia matéria completa

Anuncie Conosco

(22) 9 9709-9308

E-mail:

VerboTec Desenvolvimento e Tecnologia.