Buscar:

Envie textos e fotos: WhatsApp (22) 9 9709-9308

Envie WhatsApp para (22) 9 9709-9308

terça-feira, 10 de junho de 2014     -       Foto: Filipe Lemos / Campos 24 Horas

Despejo sem tratamento de mistura de água e sangue da matança de animais em afluente do Rio Paraíba


fricampos 3fricampos 2O Instituto Estadual do Ambiente (Inea), com apoio da Vigilância Sanitário Estadual e Polícia Militar,  voltou a interditar nesta terça-feira(10) o frigorífico Fricampos por despejo de mistura de água e sangue da matança de animais no Rio Muriaé, afluente do Rio Paraúba do Sul. O frigorífico fica situado na BR 356, trecho Campos-Itaperuna, em Campos. A informação é do superintendente do órgão, René Justen. Ele falou ao Campos 24 Horas.



“É preciso que o frigorífico implante condições mínimas para operar. A direção se comprometeu a instalar uma unidade de tratamento da água que se mistura com sangue antes de chegar ao Rio Muriaé, porém não cumpriu”, disse Renê Justen.


Ele acrescentou que, de acordo com a legislação, todas as unidades que despejam algum tipo de líquido em um rio têm parâmetros que devem ser seguidos.
“A matéria orgânica é lançada direto no rio sem um tratamento preliminar. O FriCampos chegou a tratar de uma parte dos resíduos, mas parou. Agora, o frigorífico só poderá retomar as atividades após o cumprimento das exigências legais”, ressaltou Renê Justen.


Segundo ainda Renê Justen, na última sexta-feira, dia 6, o Inea já havia interditado o local. Mas, a reabertura ocorreu hoje, sem o cumprimento das exigências feitas.


A reportagem do Campos 24 Horas tentou falar por telefone com a direção do frigorífico. Contudo, a direção não se pronunciou até o fechamento desta matéria.

Compartilhe

Leia matéria completa

Anuncie Conosco

(22) 9 9709-9308

E-mail:

VerboTec Desenvolvimento e Tecnologia.